Em caso inusitado, mulher morde e arranca língua de homem, que é comida por gaivota

Fato violento teve curioso desdobramento, pois gaivota mergulhou e comeu parte da língua, cuspida por James McKenzie.

0 144

Em 18 de fevereiro, uma audiência feita no tribunal de primeira instância da cidade de Edimbugo, na Escócia, apresentou um fato violento e seu inusitado desdobramento. Uma mulher tinha arrancado a mordidas parte da língua de um homem e, depois, o pedaço foi pego e comido por uma gaivota.

O caso ocorreu em 1º de agosto de 2019. De acordo com relatório da polícia, Bethaney Ryan, de 27 anos, se envolveu em uma discussão com um desconhecido, identificado depois como James McKenzie. O periódico Edinburgh Evening News disse que o senhor foi em direção de Bethaney com “o punho cerrado”.

Porém, a reação da mulher foi diferente, ela chamou o homem e o beijou na boca. Na sequência, aproveitou e o mordeu violentamente, arrancando um pedaço da língua de James. De acordo com a promotora, Susan Dickson, a parte tinha três por dois centímetros de extensão.

Ao sentir o sangue, James acabou cuspindo o pedaço da língua, que caiu no chão e a gaivota resgatou.  Assim, segundo a promotora Dickson, a chance de uma cirurgia de reconstrução tornou-se inexequível.

Audiência de conciliação

Encaminhado para o hospital, McKenzie passou pelo tratamento por “laceração na língua”, cujo intuito era “estancar o sangramento”. Isso porque não era possível a tentativa de cirurgia, tendo em vista que o fragmento da língua tinha sido levado e consumido pela gaivota. Em paralelo, Ryan ia presa.

O advogado de Bethaney Ryan, Neil Martin, afirmou que a reação da cliente pode ser classificada como “um incidente muito estranho como um todo”. No entanto, o profissional afirmou que reservará a solicitação de atenuação da sentença para a audiência final de condenação.

O xerife principal, nomenclatura atribuída na Escócia ao juiz de primeira instância, Nigel Ross, disse que “devido à gravidade do incidente”, não lhe será possível emitir a sentença rapidamente. Assim, é necessário organizar relatórios, o que acontecerá até o final do ano. Entretanto, Ryan declarou-se culpada da acusação de agressão a James McKenzie.

Veja também: Tratamento inusitado: Chinês quase morre depois de engolir 2 enguias de 50 cm 

você pode gostar também
Deixe um comentário