Ypupiara lopai: Dinossauro carnívoro é descrito pela 1ª vez no Brasil

Pesquisa mostra que criatura era um unenlagíneo, espécie pertencente a um grupo de dinossauros que se alimentavam de pequenos animais.

0 53

Materiais do que teria sido um dinossauro carnívoro foi encontrado por pesquisadores brasileiros em Peirópolis, no Triângulo Mineiro, entre as décadas de 1940 e 1960. Apesar disso, um estudo que o descreve foi publicado somente agora pelo jornal científico Papers in Palaeontology.

Veja também: Estudo alerta que falta de ômega 3 abrevia a vida mais do que fumar

Denominado Ypupiara lopai, a criatura foi enquadrada na espécie de dromeossaurídeos, um tipo de dinossauro carnívoro considerado o parente mais próximos das aves. Seu representante mais conhecido é o Velociraptor.

Segundo o estudo, estes seres da pré-história existiram no período Cretáceo, entre 145 milhões e 65 milhões de anos atrás, sobretudo onde hoje é a região dos Estados Unidos e em certos países da Ásia.

A pesquisa que proporcionou a descoberta do novo dromeossaurídeo ocorreu sob comando do Museu Nacional, que está vinculado atualmente à Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

O estudo teve participação ainda de especialistas do Museu da Amazônica  da Universidade Federal do ABC, em São Paulo, e do Museu de Ciências da Terra – Serviço Geológico do Brasil – CPRM.

Para chegar na descoberta, foram analisados dois ossos, sendo um do maxilar com três dentes implantados e um fóssil dentário, que acabou sendo perdido no incêndio que atingiu o Museu Nacional na data de 2 de setembro de 2018.

Ossos de um exemplar de Ypupiara lopai que foram utilizados no estudo (Imagem: Brum et al. )

Partindo desses materiais, descobriu-se que a criatura era um unenlagíneo, espécie pertencente a um grupo de dinossauros que se alimentavam de peixes e pequenos animais, a exemplo anfíbios e lagartos.

Registro geológicos relacionados aos unenlagíneos mostram que esses seres viveram entre 110 milhões e 90 milhões de anos atrás onde hoje é o território da Argentina. O aparecimento desta espécie em terras brasileiras é explicado pela migração de grupos deYpupiara lopai, que cruzaram o extenso e árido deserto do Caiuá em busca de umidade.

Vale destacar que a descoberta da nova espécie contribui significativamente para o entendimento da evolução dos dromeossaurídeos na América do Sul. O fóssil encontrado, por exemplo, indica que o lopai , considerando a ponta do focinho até a ponta da cauda, atingia entre 2,5 e 3 metros de comprimento.

você pode gostar também
Deixe um comentário