Mitos e verdades: a influência das fases da lua no corpo humano

Efeito da lua sobre o corpo humano é menos poderoso do que as pessoas acreditam.

0 83

Ao longo da história, muitas situações foram associadas a determinada fase da lua, incluindo comportamentos violentos, ciclos menstruais e até mesmo crescimento das unhas e cabelos. Algumas dessas ideias, de fato, podem ser verdadeiras, enquanto outras nem tanto. Confira alguns mitos e verdades relacionados à lua.

Unhas, cabelos e ciclo menstrual

Popular em diversas partes do mundo, a crença de que cada fase da lua pode interferir no crescimento e no volume dos cabelos não passa de um mito. Cientificamente, a gravidade da lua não tem nenhum efeito sobre pequenos objetos, como nossos vasos capilares.

Como a lua leva cerca de um mês para orbitar a Terra e os ciclos menstruais têm quase a mesma duração, muita gente acredita que existe uma sincronia, mas na realidade é apenas um mito. Em um estudo de 2013, cientistas acompanharam 74 mulheres por 980 períodos, e não encontraram nenhuma associação entre a menstruação e a lua.

Fases da lua
A lua não exerce tanta influência sobre nosso corpo.

Loucura, lobisomens e suicídios

O mito de que a lua cheia está relacionada com comportamentos insanos não tem nenhuma base científica. Ainda que centenas de estudos tenham sido feitos tentando encontrar uma relação, nenhuma análise psicológica conseguiu provar qualquer ligação entre a lua e as doenças mentais.

Sobre os lobisomens, muitas pessoas acreditam que a história surgiu porque os lobos uivam mais durante a lua cheia, mas essa afirmação é incorreta. Os animais uivam para unir seus bandos, antes e depois das caças.

Outro mito que envolve a lua cheia é a ideia de que ela seria “responsável” por um aumento nos casos de suicídio. O que acontece, na verdade, é o oposto. No ano 2000, o Instituto de Saúde Pública da Finlândia analisou 1.400 casos de suicídio que ocorreram durante um ano no país. O estudo revelou que a maioria dos casos ocorria na lua nova, justamente quando há menos luz.

Leia também: Nasa divulga data e horário em que asteroide pode atingir a Terra

você pode gostar também
Deixe um comentário