Maior iceberg do mundo se desprendeu de plataforma de gelo na Antártida: e agora?

Iceberg possui 170 km de comprimento por 25 km de largura, uma área total de 4.320 km² e está à deriva no Mar de Weddell.

0 71

Um bloco de gelo intitulado de A-76 se soltou de uma plataforma de gelo na Antártica, no Hemisfério Sul, e tornou-se o maior iceberg do mundo, comunicou a Agência Espacial Europeia (ESA, na sigla em inglês), com apoio das imagens de satélite do programa europeu Copernicus.

O iceberg  possui 170 km de comprimento por 25 km de largura e uma área total de 4.320 km² e está à deriva no Mar de Weddell, de acordo com comunicado da agência divulgado na quarta-feira, 19.

Apesar da proporção, na última sexta-feira, 21, a Agência afirmou que não há motivo para preocupação. Isso porque o iceberg pode vagar pelo oceano durante anos antes de se quebrar e derreter.

Eventualmente, o A-76 escapará do Mar de Weddel, que fica ao redor da Antártida, e mergulhará no Atlântico Sul, mas esse processo deve levar alguns anos. “Vimos icebergs que podem durar até 18 anos que foram rastreados ao redor da Antártica se permanecerem em águas relativamente frias”, disse o cientista sênior da ESA, Mark Drinkwater, ao site Phys.org.

“Mas é provável que, uma vez que essa coisa seja ejetada do Mar de Weddel para o Atlântico Sul, se desintegre rapidamente”, complementou.

imenso iceberg tem uma área três vezes superior que a da cidade de São Paulo, de 1.521 km². O Mar de Weddel, local onde esse iceberg vai flutuar, é uma porção do oceano que está abaixo da América do Sul.

Instituto British

O instituto British Antarctic Survey (BAS), organismo britânico de pesquisa para as zonas polares que tem uma base perto ao A-76, constatou a ruptura do gigantesco bloco de gelo. Antes, o maior iceberg do mundo era o A-23A, com área de 3.380 km² e também à deriva no mar de Weddell, segundo a ESA.

O A-76 foi detectado inicialmente pela British Antarctic Survey e confirmado pelo Centro Nacional do Gelo dos Estados Unidos, sediado em Maryland, usando imagens do Copernicus Sentinel-1, que consiste de dois satélites de órbita polar.

Localização

A plataforma de gelo da qual o A-76 se separou tem o nome de Ronne. Localizada próxima da base da Península Antártica, é uma das maiores plataformas de gelo flutuantes que se conectam com a massa terrestre do continente e se estendem a áreas do entorno.

O rompimento  da A-76, que certamente se rachara, em dois ou três pedaços bem rápido, não está ligada à mudança climática, diz Ted Scambos, geólogo pesquisador da Universidade do Colorado, em Boulder.

Leia ainda: Criatura das profundezas do Pacífico é encontrada em praia nos EUA

Deixe um comentário