Quanto um bebe tem que comer

0

O primeiro pensamento de qualquer mãe de primeira viagem é quanto seu filho deve comer. Esta preocupação é maior quando o bebê é bem pequeno. Aviso para as mamães, não precisa se ​​preocupar porque a criança tem a capacidade de autorregulação que é, comer com base em suas próprias necessidades. Mesmo uma criança que está sendo alimentado com leite artificial, não perde essa capacidade.

Obedecer portanto, o apetite do bebê e oferecer o peito / garrafa / comida sempre que tiver fome, permitindo-lhe comer o quanto você ofereceu. Se você estiver oferecendo algo que não seja no peito, e ele comer tudo, significa que era necessário a alimentação, agora se deixou metade, significa que suas refeições anteriores foram bastante suficientes, não entre em pânico no caso dele comer pouco em uma refeição, o apetite dele deverá voltar ao normal na próxima. Então você pode começa a ter uma noção para as próximas alimentações do seu bebe.

Bebe comendo papinha
Bebe comendo papinha

Ritmo das refeições

Não de ouvidos a aqueles que dizem que você não deve dar comida para a criança toda vez que ele quer, porque ele vai ficar pedindo todos o tempo. Lembre-se, o seu filho não ficara mal acostumado, mas ele pedirá quando estiver com fome (ou quando houver algumas outras necessidades físicas ou outra interferência). Se você ajustar as suas exigências, em pouco tempo ele irá estabelecer o seu próprio ritmo na hora das refeições.

Tal como para a frequência de refeições, no entanto, deve-se ser considerado o tempo necessário para a voltar a dar de comer. No inicio de vida do recém-nascido, ele leva de três a quatro horas para digerir uma mamadeira. Enquanto os meses passam, e as porções são aumentadas e a criança irá, naturalmente, aumentar a distância entre as refeições e seu número será reduzido.

Em geral, uma criança no primeiro mês de vida vai ter 6 refeições, de 2 a 4 meses para reduzir esse número para cinco, e mais tarde com a transição para alimentos sólidos, esse número vai estabelecer-se a 4 porções.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...